WiZ: venha pela lâmpada, fique pelo app
Início » NOVOS PRODUTOS » casa » WiZ: venha pela lâmpada, fique pelo app

WiZ: venha pela lâmpada, fique pelo app

RESUMO

A smart-lâmpada bulbo A60 E27, recém-lançada pela WiZ no Brasil, tem excelente integração com automação doméstica.

Wiz Smart Lâmpada: o que importa

  • A Wiz anunciou o início das suas operações no Brasil mês passado. É uma das sub-marcas da Signify, grupo de iluminação dono de diversas marcas – incluindo Philips Hue. 
  • No lançamento, a marca me mandou um dos seus produtos: a lâmpada bulbo A60 E27. E usá-la no escritório comprovou algumas coisas que a marca já tinha dito: simplicidade de uso, privacidade e um app bem completo.
  • A lâmpada tem potência de 8,8W (equivalente a uma convencional de 60W) com fluxo de 800 lúmens.
  • O processo de instalação é bastante simples: no app Wiz (para Android ou iOS), você conecta a lâmpada ao Wi-Fi local e pronto. Não pediu e-mail ou cadastro mesmo – ponto para a privacidade da coisa. Em comparação, concorrentes como a Positivo Casa Inteligente pede para criar uma conta com e-mail e senha para operar/configurar os dispositivos (e que pede login de novo quando você não usa o app por um tempo).
  • A partir do momento que a lâmpada (ou lâmpadas) está instalada, o app é a central de tudo. Destaque para o número de serviços de terceiros compatíveis.
  • Habilitei o recurso no SmartThings, da Samsung (e a lâmpada apareceu no aplicativo em sequência, incluindo controle de cores – basta digitar um código enviado por e-mail pela SmartThings para confirmação) e na Alexa, da Amazon (direto no app Alexa para Android – e o Echo Studio em outro ambiente apitou que tinha dispositivo novo na rede).
  • Mas o mais legal do app da Wiz é a lista enorme de configurações automáticas para usar a lâmpada:
  • E isso tudo gera um monte de efeitos interessantes de cor no ambiente:
Fotografar lâmpada, um terror para o smartphone moderno
  • Vale notar que os modos de luz branca quente/fria/luz do dia são os que têm maior brilho quando configurados a 100%. Ao usar cores na lâmpada, o brilho não é tão forte (a Philips Hue que testei junto aos Echo de 4a geração tem um brilho colorido mais forte, mas é bem mais cara em comparação). Essa questão do brilho colorido mais fraco é comum em lâmpadas inteligentes de entrada – as da Positivo também são fraquinhas no colorido.
  • Outro recurso do app Wiz que considero bem interessante é o que a marca chama de Ritmos: são programações um pouco mais avançadas que automatizam cor e brilho conforme o ritmo circadiano da pessoa ao acordar, passar o dia e ir dormir, além de modos de iluminação para meditação e ioga, entre outros. É algo que vai além do esperado para uma lâmpada considerada de entrada.

Eu compraria mais lâmpadas?

Pela experiência que tive com uma lâmpada apenas da Wiz, sim, para mais ambientes de casa. A iluminação é boa, os modos de branco quente são acolhedores (não gosto muito de luz fria) e o app é um dos melhores que já vi até agora.

O preço sugerido de R$ 139,99 é um pouco maior que as concorrentes (Positivo Casa Inteligente, Geonav e Elgin ficam na faixa dos R$ 80-R$ 90, dependendo do modelo).

[Wiz]

Para assinar INTERFACES clique aqui e receba o melhor da tecnologia por e-mail toda sexta-feira de manhã, com a nossa curadoria.

Este post contém links de associados para a Amazon Brasil. Caso você compre algo, INTERFACES pode receber uma comisão.

Escrito por
Henrique Martin