Bluetooth maligno? | IPO do Nubank | Doja Cat/Doja Code
Início » NEWSLETTER » Bluetooth maligno? | IPO do Nubank | Doja Cat/Doja Code

Bluetooth maligno? | IPO do Nubank | Doja Cat/Doja Code

RESUMO

Edição enviada em 10 de dezembro de 2021 aos assinantes da INTERFACES NEWSLETTER. Assine e receba toda sexta de manhã.

Seguimos na correria e na contagem regressiva para um recesso (que recesso?) no fim do ano. Bom momento para começarem as especulações sobre o que vai rolar na CES em janeiro.

A edição de hoje tem politicagem com Bluetooth, a Oppo mostrando um dobrável e a Motorola lançando telefone caro em dezembro. E o site para ensinar meninas a programar da Doja Cat, baita ideia legal. E o IPO do Nubank. Boa leitura e até semana que vem!

ELETRÔNICOS DE CONSUMO

OLHA O BLUETOOTH MALVADÃO

Faz mais de 20 anos que ouvimos falar de Bluetooth e, sendo muito honestos, a tecnologia passou a ser aceitável – como algo fácil de usar – nos últimos 5 ou 6 anos.

Entra a polêmica da semana: Kamala Harris, vice-presidente dos EUA, foi “acusada” de ser “bluetoothfóbica.

Não que ela tenha preconceito contra a tecnologia ou diga ser alérgica (como alguns dizem ser ao… Wi-Fi, o que é uma bobagem imensa).

Mas sim porque, ao ser vista ao usar um iPhone, a VP usa fones com fio, e não os populares AirPods da Apple.

E ela está certa por não usar Bluetooth: é uma potencial e arriscada brecha de segurança. É uma pessoa de interesse e usar tecnologia sem fio que, por acaso, pode ser hackeada é um risco enorme. Enquanto isso, no Brasil só falta político falar em público no viva-voz ao usar o celular.

ORIGAMI

Semana que vem, a Oppo vai mostrar (na China) suas novidades e ideias malucas de smartphones para 2021. Mas como criar expectativa é uma arte nesses tempos modernos, a fabricante já deu duas prévias: um smartphone com câmera retrátil e o protótipo de um aparelho dobrável.

Galazy Z Flip3, é você? Não, é um Oppo dobrável a caminho (Oppo/Divulgação)

REVIEWS DA SEMANA

PC Mag e o paninho luxuoso da Apple para limpar os novos Macbooks. Na TechRadar, o Amazon Echo Show 15 e sua tela grande.

FALANDO EM LIMPEZA

A LG lançou por aqui um fone bluetooth novo com cancelamento de ruído e estojo autolimpante, o Tone Free FP9 (que o Henrique testou em primeira mão lá no G1 e diz que não é lá grande coisa, mas tem uns recursos legais que nenhum concorrente tem ainda).

LG Tone Free FP9: limpinho (LG/divulgação)

PISCA-PISCA

Claro que o cooler da Razer com MagSafe para iPhones tem luzes RGB.

Queremos saber qual jogo esquentaria tanto um iPhone para precisar de um cooler (Razer/Divulgação)

AULINHA

Não entendeu o esquema de nomes criado pela Qualcomm para seus novos chipsets? Vem com o link.

A Motorola anunciou na China um smartphone com o novo chipset, o Edge X30.

A marca também lançou aqui no Brasil um modelo premium com a versão anterior (888+), o Moto G200, o moto com mais gs que já vimos até o momento. Mas quem lança smartphone depois da Black Friday e antes do Natal, meu povo?

TÁ CARO, DEPOIS FICA LENTO

Seu smartphone novo parece um carrão hoje, mas fica uma carroça em três meses? Tem explicação (você mesmo).

MOBÍLIA

A promessa de termos carregadores sem fio nos móveis é velha, e a Ikea tem uma nova ideia para isso – na forma de um power bank.

CAÇA-GPU

Tá difícil comprar uma placa de vídeo, meu filho? Então, lá fora o consumidor comum tem que competir com bots para comprar as GPUs mais novas da AMD e NVidia. Pelo menos tem gente querendo ajudar na batalha.

QUASE TUDO SOZINHO

Legal saber que o projeto da Waymo de carros elétricos autônomos em San Francisco vai bem e tem fila de espera para andar de Jaguar de graça pela cidade. Só que tem um motorista junto para garantir que o carro não vai fazer nenhuma barbeiragem.

CULTURA DIGITAL

PARA DEVS POP

Doja Cat agora tem um site para ensinar meninas (e todo mundo) a aprender código – tem aulas de CSS, JavaScript e Python no DojaCode. Aguardamos a versão especial com Danny Bond para os brasileiros.

TRAVA NA POSE, DÁ UM CLOSE

O hit do momento no TikTok (até que apareça o próximo) é uma mistura que vai de Cuiabá até a Alemanha, passando por artistas de São Paulo, Rio de Janeiro e Tocantins.

PRÉ-PAGO, MAS ACABA ANTES

Brasileiros usam smartphones como meio de acesso à internet, certo? Mas 55 milhões deles acabam suas franquias dos planos pré-pagos uma semana antes do mês acabar.

FAXINA

O Twitter fez uma limpeza em contas espalhando propaganda de estado, vindas da China. E o sr. Parag Agrawal, novo CEO, já começou a mudar as coisas dentro da empresa.

SEGURANÇA

O sonho de todo pai psicótico virou um pesadelo. Controlar os filhos com um app de segurança entregando a localização exata seria ótimo para essa galera, mas quando o aplicativo vende esses dados para quem estiver disposto a pagar…

CORRA PARA AS MONTANHAS

O fundador da Safernet relatou que vem sofrendo ameaças e a coisa escalou a um nível em que ele teve de se exilar na Alemanha. Há relatos de uso de softwares sofisticadíssimos para monitorar suas atividades. Coisa que talvez só governos tenham acesso – em teoria.

FIM DE ANO…

E as listas e previsões começam a aparecer. Esta semana vimos a do Pinterest, os termos mais quentes do Twitter e o Ano na Busca do Google.

USO ERRADO

O Twitter lançou um novo recurso de compartilhamento de mídia para tentar garantir maior privacidade, mas o povo da extrema-direita já descobriu como usar do jeito que não foi o pensado pela rede de microblogs (quem entendeu já pode tomar a dose de reforço da vacina).

O QUE O CEO DO SPOTIFY FEZ ERRADO ESTA SEMANA

Daniel Ek botou uma grana alta (US$ 113 milhões) em uma empresa de inteligência artificial com fins militares. Argh.

O QUE O INSTAGRAM FEZ CERTO ESTA SEMANA

Disse que vai voltar com o feed cronológico em 2022. Torcemos pela volta no atraso das publicações, como era lá no começo e deixava a rede muito mais legal.

MINORITY REPORT

Software para prever crime era para ser algo sem viés, mas estudos mostram que o que não falta ali é viés.

REALEZA

A BBC deixou a Netflix gravar cenas da próxima temporada de The Crown em seus estúdios, mas o príncipe Guilherme, filho de Carlos, não gostou muito.

LEI E ORDEM

O julgamento de Elizabeth Holmes, da Theranos, está chegando ao fim. Principal surpresa: ela sabe sorrir. E sua história vai virar um filme na Apple TV+.

REGRAS DE HUMANIDADE

Equipes de RH de verdade (e chefes com um pouquinho de alma ainda em seu corpo sem ser sugado pela corporação) têm um mantra: Se vai demitir alguém, não faça numa sexta-feira, e faça pessoalmente. E evite o período do final do ano. O CEO da Better.com fez o contrário.

Juntou 900 pessoas numa sala de Zoom em uma sexta-feira de dezembro e deu o bilhete azul para todos. Como um bom picareta corporativo, ele “pediu desculpas”. Pelo menos a equipe de comunicação e marketing do serviço online de hipotecas teve alguma vergonha na cara, disse que o chefe fez tudo errado e não seguiu suas recomendações e pediu as contas.

LEITURAS LONGAS

DROP THE MIC

Na New Yorker, um perfil de Jeremy Strong, o Kendall Roy de Succession – a série de ricos que amamos odiar.

PASSADO

No El País, uma lembrança da vida sem internet. Temos saudades de umas coisas (paz e sossego), mas não de outras (procurar informação em enciclopédia mofada).

META-SNAP

No Verge, os planos do Snap para o metaverso.

METEU ESSA

No Buzzfeed, Casimiro acabou com a vida da autora, com toda razão.

TECHBIZ

PEDAÇÃO

Com o IPO e os “pedacinhos” o Nubank está avaliado em US$ 41,5 bilhões, mais do que o Itaú, e o que coloca o banco como o maior da América Latina. Não é pouco não. Para ter uma noção do tamanho do IPO, o Nubank vai triplicar o número de pessoas ativas na B3 (Bolsa de Valores de São Paulo), colocando mais de 7 milhões de pessoas no mercado de ações.

CHEGOU

A Wise (ex-Transferwise) lançou um cartão de crédito pré-pago internacional. Assim dá para mandar dinheiro para o cartão em viagens e usar na moeda local, no débito.

UNICÓRNIO DA SEMANA

É a mexicana Clara, que fornece serviços de cartões de crédito para empresas.

DEU PAU

A queda em serviços da AWS esta semana derrubou o iFood e… os armazéns da própria Amazon nos Estados Unidos.

IDEIAS RENOVADAS

Roupas sob demanda já existiam com o nome de “aluguel de roupa para casamento”, mas agora o conceito vai um pouco além – e conectado.

COFRINHO

Satya Nadella vendeu metade das suas ações na Microsoft. Errado não está.

INTERFACES circula por e-mail toda sexta-feira de manhã

Para assinar, clique aqui.

1 comentário