Pixel 5 | Adeus, Farmville | Preço da Disney+

Pixel 5 | Adeus, Farmville | Preço da Disney+

RESUMO

Interfaces Newsletter: edição de 02 de outubro de 2020.

Newsletter
02 de outubro de 2020
Bom dia, tudo bem?

Interfaces nasceu como uma plataforma de comunicação. Primeiro veio a newsletter, agora temos um site para chamar de nosso, hospedado em interfaces.news. Nas últimas semanas, o Henrique adaptou o ZTOP para o que queremos fazer daqui para a frente. 

Agora a migração terminou  – tem posts dele lá desde 2006 nos arquivos – e vida nova para Interfaces, o site. Depois de 13 anos no ar, o ZTOP deixa de existir e redireciona para o novo endereço com o arquivo do Henrique (o primeiro review no novo formato subiu ontem: mais direto ao ponto).

Teremos posts do Samir também, com uma nova linha editorial – mais analítica, menos notícias do dia (essas ficam para nosso Twitter). Detalhes do site ainda vão mudar (design, desempenho, novas ideias para histórias), porém o principal já está no ar. Como ocorreu com o design da newsletter, as coisas vão evoluir.

A newsletter não muda. O que sai aqui toda sexta é exclusivo do email, que a gente adora se divertir fazendo durante a semana. 
 
Estamos avaliando como levar as edições antigas (mais de 70 já) para o novo formato, para facilitar a leitura posterior. Vamos seguir dando links para todo mundo. O que segue valendo é nossa análise sobre os temas, certo? Aproveitem! – Henrique e Samir
Eletrônicos de consumo
O show do Google
Em evento gravado e muito rápido (30 min), o Google apresentou suas novidades em hardware para o semestre: smartphone Pixel 5, alto-falante inteligente Nest Audio com Google Assistente e o novo Chromecast, agora com controle remoto (finalmente). 

Vendo os lançamentos, dá para entender que o Google segue indeciso com suas intenções em novos equipamentos – o Pixel 5 é bastante diferente dos anteriores (e que vai brigar de frente com aparelhos como o Samsung Galaxy S20 FE, que vem sendo elogiado nos reviews) e o app de Google TV que vem no Chromecast é diferente do usado nas televisões com Android

Brasil? Nenhuma menção, mas Chromecasts costumam ser lançados por aqui (a versão anterior está bem mais cara, por sinal – encontrada no varejo por valores acima de R$ 400) e o Nest Audio já passou na Anatel
Nest Audio: um sabonete que fala com você (Google/Divulgação)
Olho mágico
Mais um Xiaomi topo de linha: Mi 10T Pro, cheio de superlativos, como tela com taxa de atualização de 144Hz, bateria de longa duração e uma câmera traseira com design bem específico.
Mi 10T Pro: o olho que tudo vê (Xiaomi/Divulgação)
Tá caro
Constatação do que já falamos desde o meio do ano: os smartphones no Brasil estão mesmo mais caros.

Se você for pensar que a LG lançou um modelo básico por R$ 999, seu dinheiro realmente não vale muito. Ou R$ 2.000 no smartphone da Tec Toy, que finalmente admitiu (e você leu antes aqui na Interfaces) que seu aparelho é feito pela TCL.
Portáteis
  • Mal lançada lá fora, a nova geração de processadores Intel Core já começa a aparecer em novos produtos – como os novos Dell XPS 13, recém-atualizados nos EUA. 
  • Tem novidade em notebook com chip Qualcomm também, como o novo Microsoft Surface Pro X
  • Conheça XMG DJ, um notebook cheio de portas que custa 1400 euros e tem um público específico: DJs (jornalistas que cobriam eventos de tecnologia ficariam interessados também). 
Som e visão (1)
A Roku anunciou (lá fora) a Streambar, uma barra de som com sistema Roku integrado para ver streaming em 4K – ótimo para TVs inteligentes que perderam neurônios com o tempo (leia-se "zero interesse em atualizações pelo seu fabricante ou pelo serviço de streaming que não traz novos recursos em modelos antigos".
Som e visão (2)
Por aqui, a AOC lançou uma TV 4K que transmite áudio por Bluetooth. 
Encaixe
A Ultimate Ears anunciou fones de ouvido sem fio do tipo in-ear (que entram no canal auditivo) com uma borracha/gel que se molda ao ouvido do consumidor. Estamos curiosos para ver como isso funciona.
Íntimo e pessoal
A câmera de segurança/drone da Amazon levanta questões de privacidade, mas tem um porém: ela só sai em 2021 e a FCC (a Anatel dos gringos) ainda não autorizou a venda do produto único. 

Já a pulseira Halo, anunciada algumas semanas atrás, gera dados pessoais que, segundo o Android Central, podem ser "fascinantes" ou "aterrorizantes". Ouch.
Lei de Moore
A TSMC, de Taiwan, já fala que vai conseguir produzir chips de 2 nanômetros em 2024. Como é a TSMC que fornece para a Apple, podemos aguardar avanços nos futuros iPhones e Macs com Apple Silicon. 

E como semicondutores são mesmo o próximo passo na guerra comercial entre EUA e China, já tem gente apostando que Pequim vai barrar a aquisição da ARM pela NVidia.

Mas a briga interessante da semana para acompanhar vai ser a de Linus Tech Tips. O youtuber teve acesso a um kit de desenvolvimento com Apple Silicon e, bem, não tem um NDA assinado falando que não pode publicar nada sobre o computador. Diz Linus que, após anos sendo ignorado, já recebeu um certo telefonema

Em tempo: os primeiros reviews do Apple Watch série 6 já começaram a aparecer.
próximo, por favor
A guerra comercial EUA-China segue com um novo e improvável alvo: o Google, potencial investigado pelo governo chinês por práticas antitruste.

Só que o Google não opera na China e argumentos ligados ao Android não são muito fortes, já que o sistema base usado por fabricantes locais (como Huawei, Xiaomi e Vivo) é open-source. A conferir. 

Achados Amazon da Semana
Cultura digital
Começou
Já temos a primeira multa por violação da LGPD: a Cyrela vai ter que pagar R$ 10 mil a um consumidor após repassar seus dados para outras empresas. 
O que o Facebook fez errado em 2016…
Investigação do Channel 4 inglês mostra as táticas da campanha de Donald Trump no Facebook para tentar fazer com que a população negra não votassem naquela eleição.
… e segue em 2020
A rede de Zuckerberg segue com a intenção de tornar os grupos dentro do Facebook algo ainda mais forte, agora mostrando posts de grupos que você não participa nas buscas e no feed.

A chance de aparecer coisas que radicalizam as pessoas – que cresceu após o Facebook incentivar os grupos fechados – também vai aumentar?

Pelo menos anúncios relacionados a QAnon estão sendo banidos.
O que o WhatsApp fez certo esta semana
Começou a liberar a mais que esperada função de silenciar grupos para sempre
Inbox
A integração de caixas de entrada do Messenger e do Instagram já começou, e é um primeiro passo em fazer todas as plataformas do Facebook se falarem.
Pague meu dinheiro
O Google lançou no Brasil e na Alemanha seu programa de parcerias com veículos de comunicação para dar destaque com curadoria no Google News – e serem pagos por isso. 

Fácil fazer com grande mídia, queremos ver fazer com sites independentes – que têm a mesma credibilidade. O Nieman Lab diz que isso tudo é trabalho de relações públicas, não estratégia de negócios. E, bem, é mesmo.
Melhor Twitter da semana
A conta que pergunta se Jeff Bezos já decidiu acabar com a fome no mundo (ele pode, se quiser). A resposta é sempre não. 
Doçura
Ver fotos de bichinhos fofinhos faz bem para a saúde: pesquisa diz que reduz a pressão, acalma o coração e diminui a ansiedade. Mas Matilda segue te julgando aí embaixo.
Matilda passa aqui para te ajudar com endorfinas (Henrique Martin/Interfaces)
Dinossauro
Os 20 anos do Hot or Not, o site que moldou a cultura do espelho das redes sociais atuais – e ajudou um monte de sites (como o Twitter) a dar os primeiros passos. Sem Hot or Not não teríamos botão de Like em lugar nenhum. 
Mão pesada
Tendências estranhas de 2020: anônimos editando com a mão forte fotos de celebridades e postando no Instagram, as casas de influenciadores que se autodestroem e a eterna facilidade de criar golpes no Instagram, agora na edição hotéis de luxo.  
Tio Patinhas aprova esta mensagem
A Disney+ no Brasil vai custar R$ 29 ao mês – é o que diz o Notícias da TV, em um preço muito parecido com o da Netflix (R$ 32,90/mês). 
Pacotão
A Globo Play lançou o pacote com seus canais da TV paga (Globonews, GNT, Multishow, SporTV) e também em combos com Telecine e Premiere. Sai por até R$ 84,90, no caso do pacote com Premiere. Desse modo, precisaremos de uma TV a cabo dos streamings.
Indie de direita
Existe uma "netflix" alternativo com conteúdo bolsonarista chamada Brasil Paralelo, e seus donos gastam bastante em… anúncios no Facebook (?).

Dizem eles que têm 115 mil assinantes já. OK.
Games
Grande e extravagante
A Samsung anunciou sua linha de monitores Odyssey no Brasil, com tamanho e preço de gente grande. Mais uma vez ser gamer é sinal de luzinhas coloridas e desempenho. O G7 é encontrado por R$ 4.550 e o G9 por R$ 11.600.
Odyssey G9: uma tela de 49" curvada na sua frente (Samsung/Divulgação)
a vaca foi para o brejo
A Zynga vai acabar com sua fazendinha de dinheiro, o Farmville, depois de 11 anos de sucesso.
CyberCrunch
Para lançar o jogo mais esperado do ano, o nível de stress vai nas alturas e começam os relatos de aumento da pressão em cima dos desenvolvedores de CyberPunk 2077.
Amazon avança
A plataforma de jogos na nuvem da Amazon, Luna, tera servidores baseados em Windows e usará placas gráficas Nvidia T4, e em uma análise do Gizmodo, dá para ver que eles ainda não têm todas as respostas para jogos na nuvem.
Expectativas altas
A Nintendo anunciou um personagem de Minecraft em Super Smash Bros. E a reação dos fãs não foi muito boa.
Estratégia
Nem tudo é sorte. Conheça a estratégia por trás do lançamento de Fall Guys.
Jogo da vida
Se você é um profissional da saúde pode jogar Surgeon Simulator 2 de graça.
Leituras longas
Vem de Zap
Uma análise na Gama sobre a transformação do diálogo causada por WhatsApp e afins. 
Tutorial
O G1 explica tudo sobre o Pix, nova plataforma de pagamentos do Banco Central (e como ele vai alterar o mercado de maquininhas).
Pessoas. Muitas pessoas
  • A paixão de Ludwig Wittgenstein por literatura policial barata, na Crime Reads
  • A relação de Monica Lewinski com o Twitter, na Vogue
  • Um ótimo perfil de Scott Galloway, novo não-guru do marketing, na Fast Company.
  • E, no Verge, quem é Justin Sun, dono do BitTorrent e peça na guerra comercial EUA-China.
Projetos pandêmicos
Entrar em um avião e voar para lugar nenhum, no New York Times. Se você conseguir uma passagem, claro – elas esgotam rápido.
TechBiz
Máquinas…
No AWS Summit Online, a fornecedora de serviços em nuvem deu destaque principal ao que os desenvolvedores podem fazer com recursos de aprendizado de máquina.

Nos exemplos práticos, empresas como Arezzo e iFood já usam a tecnologia para aumentar vendas e reduzir prazos durante a pandemia.
…elétricas
Falando em iFood, os entregadores do serviço vão poder usar bicicletas elétricas da TemBici em São Paulo. Sim, eles vão começar a alugar bicicletas para os próprios entregadores… 
Crescimento
Uma análise do negócio de publicidade da Amazon, que pode passar o do Google e Facebook em breve.
Normal isso (1)
2020 e uma empresa de criptomoedas (Coinbase) admite em público que não se importa com causas sociais – e nem com polêmicas, oferecendo pacotes de demissão para quem não concorda com a posição.
Normal isso (2)
A 99 vai oferecer aos motoristas a opção de gravar imagens dentro e fora dos carros. Achamos o conceito de dashcams (câmeras que filmam de dentro para fora do carro, no painel) fascinante, mas filmar passageiros pode ser um tanto invasivo – e preocupante, certo? Talvez garanta segurança. Ou não.
Agenda
Gustavo Brigatto, da Startups, vai fazer uma live muito interessante (para seus assinantes) agora em outubro: Geoff Ralston, da Y Combinator, um dos principais VCs do mundo da tecnologia.
Giro dos Unicórnios
A VTex, plataforma de comércio eletrônico, ganhou seu chifre de unicórnio ao ser avaliada em US$ 17 bilhões.

Falando em seres míticos e empresas de tecnologia, tem livro novo brasileiro sobre o tema no mercado. 
De olho na lei
A RD Station criou uma página com conteúdo para ajudar pequenas e médias empresas a lidar com a Lei Geral de Proteção de Dados. São aulas, e-books, textos que cobrem diversos temas.
Fã de banco uniformizado
Sim, o Nubank lançou uma linha de camisetas e acessórios com frases aleatórias como "The system doesn't define you", "Desafie o sistema – qualquer sistema", "A (r)evolução será coletiva" em parceria com a Chico Rei.

Todo o lucro da venda será revertida para os projetos AfroPython e EducaTRANSforma. (Se você não conhece ambos, sugerimos que o faça – e apoie).
O fã de banco pode ser explorado por nada. Talvez por uma boa causa? Apoiamos a causa! (Chico Rei/Reprodução)