Review: fones sem fio Galaxy Buds Pro
Galaxy Buds Pro
Início » REVIEWS » Review: fones sem fio Galaxy Buds Pro

Review: fones sem fio Galaxy Buds Pro

RESUMO

Os fones Galaxy Buds Pro têm ótimo cancelamento ativo de ruídos para um fone desse tamanho.

Galaxy Buds Pro: o que importa

  • O Galaxy Buds Pro são a nova geração de fones sem fio “true wireless” da Samsung, com cancelamento de ruído ativo bem decente para um dispositivo tão pequeno e uma qualidade de som muito boa. E a qualidade de som no modo Ambiente (que permite ouvir melhor o som ao redor enquanto escuta músicas ou podcasts) é o melhor que já vi em um fone desse porte. Os fones foram anunciados com a família de smartphones Galaxy S21.
  • Gosto bastante dos Galaxy Buds+ (e os Buds Live são um caso interessante à parte pelo formato), e os Buds Pro são uma bela atualização de geração. A Samsung lançou em três cores (violeta, prata e preto).

Design

Com o estojo de carregamento fechado, os Buds Pro parecem com os Buds Live: é uma pequena caixa quadrada com bordas arredondadas e um conector USB-C para recarga da bateria na parte traseira – um cabo carregador acompanha o produto também (USB-C para USB).

Abra a caixa e perceba que a semelhança com os Buds Live ficou para trás: o formato dos fones é mais parecido (mas nem tanto) com os Buds+, com uma ponteira de silicone (com opções de tamanho na caixa) que se encaixa no canal auditivo.

Usei a ponteira padrão que veio e os Buds Pro se encaixaram com facilidade e conforto, sem cair/escorregar. Não usei os Buds Pro na rua ou fazendo exercícios em locais abertos, por conta da pandemia, claro.

Galaxy Buds Pro no ouvido: bom encaixe

Um pequeno detalhe interessante nos Buds Pro: as ponteiras de silicone têm uma espécie de malha/filtro na parte interna (percebi isso também no Huawei FreeBuds 3i depois que publiquei o review).

Buds Pro: recursos, som, bateria

Estou usando o Galaxy Buds Pro com o Galaxy S21 Ultra que estou testando também. O pareamento é simples e rápido (abrir a caixa e, com o Bluetooth ativado no smartphone), um pop-up de conexão se abre.

O app Galaxy Wearable (que é a “central Samsung de controle de fones/dispostivos vestíveis”) comanda as funções: controle de ruído (cancelamento ativo, inativo ou som ambiente), nível de controle de ruído, detecção de voz, equalizador, toques, entre outros. Mas o app SmartThings também entende que tem os fones conectados (e usa para o recurso Find e comandar a saída de som do telefone).

O cancelamento de ruído em um fone TWS é diferente do que encontramos em um fone grande (como o Sony WH-1000XM4 ou WH-1000XM3). Os pequenos são para reduzir pequenos ruídos e melhorar a concentração dentro de casa durante o dia de trabalho, os grandes para esconder ruídos de aviões e ter maior concentração/foco para esquecer do mundo lá fora.

Mesmo assim, os Galaxy Buds Pro são bons no cancelamento de ruído. No nível alto, reduzem bastante o som de um ventilador forte no ambiente, por exemplo (um pouco mais que os FreeBuds 3i, para ficar em um exemplo próximo).

Os Buds Pro têm outros dois truques bons: o modo Ambiente, que pela primeira vez em um fone TWS que testo não soa metálico (ou deixa o som exterior alto demais), e um inspirado no Sony WH-1000XM4, que é a detecção de voz: você está ouvindo música, com qualquer modo ativado e, ao começar a falar (ou espirrar, acontece), os fones entendem a situação e reduzem o volume do que está sendo reproduzido, permitindo falar – e ouvir – com clareza, sem precisar tirar o fone do ouvido.

Em tempo: os Buds Pro funcionam com iPhone – basta conectar via Bluetooth, mas sem controles via app Buds (que existia para o Buds Live).

Outra coisa que a Samsung melhorou no Buds Pro em comparação ao Buds+: a sensibilidade ao toque na superfície externa para ativar comandos (configuráveis no app Galaxy Wearable). O Buds+ é sensível demais e qualquer toque rápido desliga ou liga alguma coisa – incluindo continuar a reprodução de música quando se coloca o primeiro fone no estojo carregador para guardar.

Segundo a Samsung, os fones têm ainda proteção IPX7 contra água/suor. E três microfones, um woofer de 11mm e um tweeter de 6,5mm em cada fone. Na apresentação do Galaxy S21, a companhia falou em “áudio 360”. Encontrei essa opção no app, mas ativei e nada mudou na qualidade do som.

Mas o som no geral é excelente. Os Buds Pro têm um som mais cheio que os FreeBuds 3i ou mesmo os Buds+, com médios preenchendo mais camadas e graves mais fortes (perceptíveis, mas não exagerados) e agudos bem nítidos. Tanto para rock quanto eletrônico, pop ou clássico, não tenho o que reclamar dos Buds Pro (coisas ouvidas durante o review: Grizzly Bear, Mogwai, Underworld, Radiohead, Taylor Swift, The Weeknd e o excelente álbum testador de fones “You’re Dead” do Flying Lotus).

A bateria: pelos testes domésticos, cumpre a promessa da Samsung: 18h com o case e os fones. Usando em média 1h30 ao dia, carreguei os fones quando os recebi (em 4 de março) e… mais uma vez. Como os Powerbeats Pro, da Beats, os Buds Pro têm carregamento rápido de 5 minutos (equivalente a 1h adicional de música).

Eu compraria um?

Sim. No geral os fones TWS da Samsung são bons, e o Galaxy Buds Pro não é exceção. Tem mais truques que os modelos anteriores (como o cancelamento de ruído e a detecção de voz), a qualidade do som é melhor e o modo de som Ambiente é algo que consigo finalmente usar.

O preço sugerido dos Buds Pro é de R$ 1.399 – eu aguardaria uns meses para esperar esse valor baixar um pouco.

[Samsung]

Para assinar INTERFACES clique aqui e receba o melhor da tecnologia por e-mail toda sexta-feira de manhã, com a nossa curadoria.

Escrito por
Henrique Martin
1 comentário