Huawei FreeBuds 3: fones bons, mas não para mim

Huawei FreeBuds 3: fones bons, mas não para mim

FreeBuds 3 são os novos fones de ouvido sem fio (true wireless) da Huawei recém-lançados no mercado brasileiro, junto com o relógio Watch GT 2.

Têm cancelamento de ruído muito bom, uma grande promessa de duração de bateria, mas não são fones para meu uso pessoal – mas isso não impede que sejam bons fones para outras pessoas. É uma questão de gosto mesmo.

FreeBuds 3

Os Huawei FreeBuds 3 vêm em um simpático estojo redondo branco…

…com o logotipo da Huawei atrás em uma placa metálica…

…e um conector USB-C embaixo para recarregar a bateria do estojo e dos fones. Ao lado, um indicador LED da carga do estojo, ativado apenas ao abrir a tampa. O estojo é compatível com recarga sem fios.

Na lateral, de forma muito discreta, um botão para ajudar na conexão Bluetooth de novos aparelhos.

mas muito discreta mesmo (quase invisível, na verdade ;)):

Ao abrir o estojo, os fones e o indicador LED de carga dos fones:

O estojo vazio:

E os fones propriamente ditos: são versões sem fio dos fones com fio que costumam vir com os smartphones da Huawei (como o P30 Pro e o Mate 30 Pro). E é aqui que estão meus problemas com os FreeBuds 3.

Esse formato de fone de “encaixe universal” ou “open ear” (sem as borrachinhas) não fica parado no meu canal auricular. É desconfortável. Se eu estiver em casa, sentado no escritório trabalhando, tudo bem. Mas depois de um tempo essa ponta plástica começa a incomodar, a haste encosta no rosto e também incomoda de uma forma esquisita.

De novo, meu problema pessoal com o formato. Gosto dos fones in-ear, tem gente que gosta desse tipo de encaixe.

É algo que eu não sinto com fones intra-auriculares com as pontas de borracha – que se prendem ao canal auricular e não me dão essa sensação de incômodo.

A própria Huawei tem outros modelos de fones in-ear (como os FreeLace, Bluetooth, mas não no conceito “true wireless”).

Meu fone de uso diário na rua é o Active Noise Cancelling Earphones 3, um modelo da Huawei com fios que é ótimo para usar no transporte público e ficar isolado do mundo (que uso alternado com os sem-fio Samsung Galaxy Buds e, para correr, o Powerbeats Pro).

Tenho uma segunda implicância com os FreeBuds 3: sei que desenhar um formato novo é complicado para dispositivos tão pequenos, mas precisava ser assim… tão parecido com os AirPods da Apple?

É parte do jogo, mas ao menos a cor poderia ser diferente (azul? amarelo?) – existe uma versão em “carbon black” que aparentemente não veio para o mercado brasileiro à venda no Brasil também. Os FreeBuds Lite, lançados por aqui ano passado, pelo menos são um pouquinho diferentes.

Um detalhe que percebi muito depois no design dos FreeBuds 3 é que, na sua ponta inferior cromada existe um pequeno buraco… para passar uma cordinha de segurança e evitar perder os dois fones?

Huawei FreeBuds 3: o app

O Huawei FreeBuds 3 se conecta por Bluetooth a qualquer aparelho compatível com a tecnologia. A Huawei diz que, para ter a experiência completa, é preciso instalar um app, o Huawei AI Life. O app é apenas um gerenciador de dispositivos, de fones de ouvido e óculos a roteadores 5G.

Mas, na prática, não precisa do app se não quiser – escrevo esse texto com os FreeBuds 3 conectados a um iPhone 11 e, com dois toques no fone esquerdo, ativo o cancelamento de ruído e, no direito, pauso/continuo a reprodução da música. Apesar de vários apps da Huawei estarem disponíveis para iOS, não encontrei o AI Life.

Após a conexão dos fones, o app mostra os FreeBuds 3 assim:

O AI Life serve como central de gerenciamento do fone. Mostra a bateria restante nos fones e estojo, customiza atalhos de dois toques em cada fone e liga/desliga o cancelamento de ruído. Ao conectar pela primeira vez no Galaxy Fold, o app atualizou o firmware dos Freebuds 3.

Huawei FreeBuds 3: o som e o cancelamento de ruído

Apesar do meu bode pessoal com o formato, a qualidade de som dos FreeBuds 3 é muito boa. Pelo tamanho dos fones, não dá para esperar graves muito fortes, mas eles são perceptíveis. O som, no geral, é claro e nítido, dando para perceber bastante os agudos. Um recurso de equalização faria bem ao app AI Life.

O cancelamento de ruído ativo é bom, na medida também que um fone desse tamanho consegue cancelar ruídos. Considero equivalente ao Active Noise Cancelling Earphones 3, que é um fone USB-C com um botão de liga-desliga para o cancelamento de ruídos. É o caso clássico de fones para usar no dia-a-dia – escritório, metrô, ônibus – para se isolar um pouco do mundo exterior. Não vejo como um produto para usar no avião e reduzir o ruído dos motores.

Porém, uma coisa no AI Life me chamou a atenção: ao ativar o cancelamento de ruído pelo app, existe um botão de ajuste do nível.

É a questão da engenharia de produto: todos os fones que conheço com o recurso (do Beats Studio3 e Beats Solo Pro ao Sony WH-1000XM3), o nível de redução de ruído é automático, sem opção de escolha/ajuste por parte do usuário. Entendo que nesses fones é assim porque é mais fácil para o consumidor.

Os FreeBuds 3, porém, colocam esse ajuste na mão do dono – é prático para entender como funciona, mas vejo como um passo a mais que complica a vida de quem quer só ficar um pouco isolado do mundo. De qualquer modo, o ajuste me parece ser automático quando não se usa o app, então é uma opção mais fácil.

Ainda no cancelamento de ruído, ao ativar e desativar o recurso os fones falam “noise cancelling on” (ou “off”), interrompendo a reprodução da música. Poderia ser um simples alerta sonoro (como no Beats Solo Pro, que tem um alerta crescente ao ligar e um decrescente ao desligar) ou permitir desligar a notificação (como no Sony WH-1000XM3).

A Huawei promete uma bateria de 4 horas com uma carga para os fones ou 20h usando a bateria do estojo. Pelo que usei nos últimos dias, os fones devem cumprir esse prazo mesmo.

Os fones de ouvido sem fio Huawei FreeBuds 3 já estão à venda nos quiosques da marca e em lojas online pelo valor sugerido de R$ 1.299.

[Huawei]


Escrito por
Henrique Martin
4 comentários