Amazon Fire TV Stick Lite: o segundo melhor amigo da TV antiga

Amazon Fire TV Stick Lite: o segundo melhor amigo da TV antiga

RESUMO

Amazon Fire TV Stick Lite: para ver conteúdo do Prime Video de preferência, com opções de outros apps também.

Fire TV Stick Lite: o que importa

  • O Fire TV Stick Lite é mais um gadget para transformar sua TV antiga (ou não muito antiga, mas desatualizada) em uma TV conectada. Faz parte da linha de produtos anunciada pela Amazon em setembro.
  • É a segunda versão do produto vendida no Brasil – a primeira foi lançada em 2017 e já tinha sumido do site faz um tempinho.
  • Por dentro do produto, melhorias em processamento e velocidade de uso.
  • E agora o controle remoto tem um microfone para falar com a assistente Alexa e pedir coisas, como acender lâmpadas, contar piadas, cantar e dizer a previsão do tempo.
  • Amazon segue ignorando por aqui a versão 4K do produto, à venda apenas nos EUA.
  • No software, a interface é confusa – prevalece o destaque de vídeos do serviço Prime Video da própria Amazon – e faltam apps, notadamente GloboPlay e HBO Go entre os mais populares.
  • Principais concorrentes: Roku Express (um favorito da casa), Mi Box / Mi Stick da Xiaomi, Google Chromecast 3 (o modelo sem controle remoto, já que a versão nova com controle ainda não foi lançada). E as Smart TVs dos diversos fabricantes também.

Hardware

  • Fisicamente, o Fire TV Stick Lite difere pouco do Fire TV Stick de três anos atrás. É um retângulo com um conector HDMI na ponta e uma porta microUSB para conectar à energia elétrica. Tem 8 GB de armazenamento interno para o sistema (um Android modificado) e aplicativos.
  • Na caixa estão ainda um extensor HDMI, caso seja necessário.
  • Minha TV, por exemplo, tem várias portas HDMI na lateral, e colocar só o Fire TV Stick Lite ali acaba ocupando mais espaço que o habitual, então é bom usar o extensor), o controle remoto com pilhas da Amazon (!), o cabo microUSB e o carregador de tomada.

Instalação e uso

  • Simples e rápida, como a maioria dos produtos de tecnologia pessoal deve ser.
  • Liguei na TV, conectei ao Wi-Fi, o sistema buscou por várias atualizações (três no total), digitei a senha da Amazon (achei que seria via browser no celular ou computador), quase pronto.
  • Então o sistema pergunta se quero instalar controle parental (não é o meu caso) e os principais apps para instalar. Pronto, você pode usar seu Amazon Fire TV Stick Lite.
  • Vendo filmes e séries usando o dispositivo não tive problemas, como não tive também no meu primeiro contato com o produto anterior. Qualidade de imagem é boa (até 1080p), se você tiver uma TV mais moderninha pode usar recursos de HDR e som Dolby, por exemplo.

Software

  • Aqui está a encrenca. Algo que passou despercebido em 2017 grita forte em 2020: temos muitos serviços de streaming. E a interface do Fire TV Stick Lite privilegia, e muito, o Amazon Prime Video. Está ali, na tela inicial, no menu superior (“seus vídeos”, filmes, séries), espalhado.
  • E com o meu perfil – não com o de outra pessoa que potencialmente usa o serviço também e tem outro estilo de consumo de conteúdo e sugestões 100% diferentes das minhas. Não consigo afirmar se isso muda com o tempo com outro perfil usando mais.
  • Eu vejo que a interface de usuário deveria ser um pouco mais pró-consumidor, com destaques de todos os provedores de streaming.
  • Mas um ou dois comandos no controle remoto e você está na Netflix, YouTube, Telecine, Disney+, Apple TV+ e inúmeras opções de canais gratuitos e pagos do mundo todo, muitos sem opções de legenda ou dublagem em português.
  • Ausências mais que sentidas na lista: GloboPlay, Google Play Filmes e HBO Go. Dá para instalar na gambiarra, já que é um Android que aceita qualquer arquivo .APK? Sim. Eu vou fazer isso? Não.
  • Dá para baixar outros apps e games também (e navegar na internet, caso seja sua necessidade). Mas o foco principal são os streamings mesmo.
  • Nas configurações, você gerencia o equipamento de forma rápida e fácil.
  • E repito o que disse antes: os descansos de tela são lindos.

Alexa, cadê o Fire TV Stick?

  • O Fire TV Stick Lite é um modelo com Alexa, a assistente virtual da Amazon, integrada. Eu já uso Alexa em casa (na TV, no Echo Studio, em algumas lâmpadas) e a experiência com ela é bem interessante – mas é preciso segurar o microfone no controle remoto.
  • Exemplos rápidos: “Alexa, Abra Professor Polvo na Netflix” (e abriu, depois de eu corrigir a ortografia em tela – queria polvo, não povo. Mostra previsão do tempo na tela, toca músicas do Amazon Music (com letras na TV) e no geral funciona bem para buscar conteúdo.

Eu compraria um? Talvez – o preço do Fire TV Stick o deixa em uma posição complicada, concorrendo forte com o Roku Express, que tem mais opções de streamings (incluindo o GloboPlay). Apesar do destaque enorme para o Prime Video, o catálogo do serviço da Amazon é muito bom.

Quanto custa? Preço sugerido: R$ 349, na Amazon – mas está em promoção pré-Black Friday por R$ 249 por tempo limitado (e aí é um preço excelente, vale notar).

(Aviso: Interfaces pode ganhar uma comissão caso você compre com nosso link de afiliado)

Escrito por
Henrique Martin
2 comentários