CES 2021: silício ainda importa

CES 2021: silício ainda importa

RESUMO

AMD, Intel, NVidia e Samsung mostraram suas novidades em processadores para 2021. Leia um resumo rápido.

Números enormes: produtos anunciados na CES 2021 por Samsung, AMD, NVidia e Intel vão estar presentes em mais de 700 notebooks e desktops (principalmente) e smartphones (em menor escala).

AMD: Ryzen para notebooks

Lisa Su, CEO da AMD
  • A AMD fez um keynote na CES 2021. A CEO Lisa Su falou da importância da Computação de Alta Performance (HPC) para todo mundo (PCs, consoles, data centers, IA). Deu também uma prévia da plataforma Epyc para datacenters, a ser lançada ainda este ano.
  • O grande anúncio da marca foi a plataforma Ryzen 5000 para dispositivos móveis (leia-se notebooks) com alto desempenho, muita eficiência energética e uma versão especial para notebooks gamers (com o sufixo H). Logo, 2021 vai ser muito interessante para quem quer um portátil para jogar (junto com os anúncios da NVidia).
  • São 13 novos processadores Ryzen com arquitetura Zen3 (e alguns Zen2) que começam a chegar ao mercado ainda este trimestre nas mãos de fabricantes como HP, Asus e Lenovo.

Intel: 12a geração a caminho

  • A Intel anunciou um caminhão de processadores: quatro novas famílias (da 11a geração), 27 processadores para negócios, 6 para educação, 12 para alto desempenho em notebooks e 8 para desktops, que vão estar em mais de 500 designs de desktops e notebooks de inúmeros fabricantes mundo afora em 2021.
  • Mas o mais importante foi a pequena e rápida prévia da vindoura 12a geração dos processadores Intel Core, codinome “Alder Lake”: são chips híbridos com vários recursos (alto desempenho, alta eficiência energética) que lembram muito o que a Apple fez com os Apple Silicon M1 usando arquitetura ARM (mas Intel segue no x86, claro).

NVidia: RX para portáteis

  • NVidia, em apresentação de 30 minutos, foi direta ao ponto: tem uma placa nova para desktops RTX 3060 (para usuários intermediários), novos títulos compatíveis com placas RTX e DLSS (Call of Duty: Warzone e o novo Outriders, da Square Enix) – já são 35 títulos (incluindo Minecraft).
  • Mas o mais importante é o anúncio de notebooks com placas GeForce RTX série 30 (3080/70/60). Serão mais de 70 designs (de novo, de fabricantes mundo afora) disponíveis já a partir do final deste mês. Marcas como Alienware, Razer, Asus, Lenovo e Gigabyte vão ter variantes voltadas a gamers e criadores de conteúdo.

Samsung: Exynos 2100 x o mundo

  • Samsung fez uma apresentação rápida (ainda que fora da CES) do seu novo SoC Exynos 2100. É a primeira vez que a marca faz algo assim para um processador de smartphone.
  • Por que fez isso então? Porque os Exynos de gerações anteriores são alvo de muitas críticas por questões de desempenho/bateria e, bem, ficavam atrás da concorrência. E porque a Samsung precisa dizer que também tem um chip produzido em 5 nanômetros – algo que Apple (A14 Bionic) e Qualcomm (Snapdragon 888) já têm.
  • E também porque o Exynos 2100 – dizem os rumores – é o SoC 5G a ser usado no vindouro Samsung Galaxy S21, que será anunciado depois de amanhã (14/1). O Exynos 2100 é compatível com vídeo 8K a 60 quadros por segundo e fotos de até 200 megapixels (!)
  • A Samsung diz que o Exynos 2100 consome 20% menos de energia em comparação ao Exynos 990 do ano passado. Na parte gráfica, uma GPU ARM-Mali G78 entrega um desempenho 40% maior (uau).
  • Disse a Samsung que estão trabalhando em parceria com a AMD para gráficos integrados na próxima geração. Aguardemos então o Exynos Radeon para 2022.
  • Especificações do Exynos 2100:
Escrito por
Henrique Martin
1 comentário