Review: fones Beats Solo Pro

Review: fones Beats Solo Pro

Beats Solo Pro: os fones mais populares da marca ganham cancelamento de ruído, melhor perfil de som e um novo design.

Beats Solo Pro: design

O Beats Solo Pro foi lançado no Brasil no mês passado (janeiro), apesar de estar à venda no exterior desde outubro. É um modelo de fone supra-auricular, que cobre o ouvido parcialmente, e vem em seis cores – branco, preto, marfim, azul claro, vermelho e azul escuro, que é o fone que estou testando.

No geral, o design lembra muito o do Solo3 Wireless, seu antecessor. Mas a Beats fez alguns ajustes no projeto que o tornam mais resistente e simples de usar.

O mais importante deles é que não é preciso mais ligar o fone pressionando um botão: basta abrir as hastes e o Solo Pro começa a funcionar. Se a luz indicadora embaixo do lado direito estiver acesa, o fone está ativo.

Outra novidade é que o Solo Pro usa um conector Lightning para recarregar a bateria (cabo incluso na caixa). Até então, os fones Beats usavam USB-mini.

Sem conector P2

Outro item curioso é que a Beats – seguindo a tendência do mundo de smartphones de acabar com o conector com fios padrão 3,5 mm – criou um fone para uso 100% sem fios: não existe o conector P2 no Solo Pro.

É algo que vai acontecer com mais frequência em um futuro próximo com fones de outras marcas também (estou com um modelo básico Sony sem fios para teste que também não tem o P2). E cria um problema para o viajante que gosta de fones com cancelamento ativo de ruído no avião: se ele quiser usar o sistema de entretenimento de bordo, ainda dependente de fios, não consegue (ou vê filme/ouve música no seu smartphone/tablet/notebook e tudo bem).

Entretanto, o Beats Solo Pro tem botões ainda ;). No fone esquerdo, o pequeno botão serve para ligar e desligar o cancelamento de ruído e ativar o modo Transparência. O fone direito é um grande botão para controlar chamadas, volume e reprodução de músicas.

Também ativa a Siri, no iPhone, e o Google Assistente no Android (em aparelhos da Samsung, funciona com a Bixby também). Mas como o fone tem microfones embutidos, basta falar “OK Google” e ele entende.

A construção do Beats Solo Pro é outro item que merece destaque: a haste foi reforçada e traz um acabamento emborrachado (por dentro) e plástico (por fora)…

Um novo modo de esconder as dobradiças – agora de alumínio – na lateral da haste…

E também um novo acabamento interno, com menos costuras na almofada, que se ajusta bem sobre seus ouvidos.

O material de construção do Solo Pro parece ser bem resistente: na demonstração que assisti para apresentação do produto com um representante da Beats, ele torceu e retorceu os fones, sem quebrar. Dá a sensação de que o produto é duro na queda. Como sou prevenido, o máximo que consegui retorcer esse fone sem medo de me arrepender foi na foto abaixo:

Finalmente, o Beats Solo Pro vem com um estojo macio de tecido sintético feito de material reciclado. A Beats diz que usa menos materiais na caixa do produto – e no Solo Pro propriamente dito.

Beats Solo Pro: o app

Com um iPhone 11, basta ligar o Solo Pro e a conexão é rápida (obrigado chip H1 da Apple). Mas nem todo mundo tem iPhone, então o Solo Pro funciona muito bem com Android também.

Baixei o app Beats e conectei os fones usando o modo padrão do sistema (pressionar o botão do lado esquerdo do fone ativa o modo de busca de dispositivos).

O app já indicou uma atualização de firmware instantânea. E legal que ele aparece no Android como essa “bolha” igual no iPhone.

O aplicativo Beats, porém, só serve para checar por atualizações de firmware, verificar a carga da bateria e ensinar os recursos do produto – como ativar/desativar o cancelamento de ruído.

A bateria do Beats Solo Pro

A bateria do Solo Pro, em comparação ao Solo3 Wireless, pode ser uma decepção para alguns. O modelo anterior durava mais de um mês longe da tomada, usando sem fios. Mas existe uma explicação: o cancelamento ativo de ruído consome mais bateria e, com ele ligado, a média fica em pouco mais de uma semana de uso – chegando a 19%.

A Beats promete 22 horas de bateria com o cancelamento de ruído ativado e 40 horas com o cancelamento desativado (o que, para mim, não faz muito sentido usar desse modo). Aqui, vemos a carga do Solo Pro com a bateria a 19% na primeira imagem. A Beats também diz que 10 minutos de carga dão mais 3 horas adicionais de reprodução (pulou para 25% de carga após 11 minutos) e demorou um pouco mais de duas horas para a carga completa.

O Beats Solo Pro traz três modos de uso: cancelamento de ruído, transparência e inativo. O cancelamento de ruído me parece melhor que o do Studio3 Wireless, escondendo bastante o ruído interno. De qualquer modo, é uma melhoria incrível para o produto – e que eu já aguardava desde o review do Solo3 Wireless.

Não voei com o Solo Pro ainda (e sigo com meu favorito Sony WH-1000XM3 como escolha preferencial para fones com cancelamento de ruído), mas escrevo este review com uma baita tempestade ocorrendo lá fora e, mesmo sem música ligada, não consigo ouvir o som da chuva.

Em situações de ruído doméstico – aspirador de pó em uso e vizinho lixando o piso ao mesmo tempo -, o Solo Pro funcionou muito bem. O ajuste do cancelamento é feito em tempo real com os microfones externos, ajustando o nível de forma automática.

O modo Transparência é o exatamente o oposto do cancelamento de ruído: ele permite que você ouça melhor os sons ao seu redor – incluindo conversas – sem precisar tirar o fone do lugar, usando os microfones internos para amplificar o som externo. É algo útil para escritórios, acredito, quando um colega de trabalho vem falar com você. De qualquer modo, para alternar entre os dois modos de Transparência/Cancelamento, basta pressionar o botão no fone no lado esquerdo e um sinal sonoro vai indicar o modo.

A qualidade do som segue muito boa. Os sons são nítidos e você percebe bem os agudos e os médios de forma bastante clara. Os graves não são exagerados, apesar de ser algo que se espera de um fone Beats.

Os Beats Solo Pro são bons fones com ótimo cancelamento de ruído ativo: são bonitos, muito bem acabados e bastante confortáveis. Gosto também do fato de serem construídos de uma forma mais resistente.

Porém, esse fone é mais caro que a minha escolha pessoal para esse tipo de fone de ouvido (o Sony WH-1000XM3, com um cabo P2, um app com mais recursos e o cancelamento um pouco melhor) e por isso não entra na categoria ZTOP Indica.

Mas se você faz questão de um Beats e o preço maior não é um problema, o Solo Pro é sua opção em 2020.

Beats Solo Pro: resumo

O que é isso? Fone de ouvido Bluetooth com cancelamento de ruído ativo.
O que é legal? Boa qualidade do som, cancelamento de ruído funciona como o prometido
O que é imoral? Bateria com cancelamento de ruído ativado dura menos, não tem conector padrão P2 para uso do fone com fios.
O que mais? Caixa vem com estojo de transporte e cabo lightning para carregar a bateria.
Avaliação: 7,5 (de 10). Entenda nosso novo sistema de avaliação.
Preço sugerido: R$ 2.499
Onde encontrar: Beats

Escrito por
Henrique Martin
3 comentários