Arrested Development: valeu, Netflix

Arrested Development: valeu, Netflix

RESUMO

Pouco mais de um ano do meu pedido público pra Netflix passar a nova temporada de Arrested Development no Brasil, os 15 episódios estão no ar (na nuvem?). Então, obrigado Netflix por dar mais um tempo pra aproveitar essa família sem noção.

Pouco mais de um ano do meu pedido público pra Netflix passar a nova temporada de Arrested Development no Brasil, os 15 episódios estão no ar (na nuvem?). Então, obrigado Netflix por dar mais um tempo pra aproveitar essa família sem noção.

AD-2

Por enquanto, só vi o primeiro episódio (antes de sair da cama hoje cedo) e tenho quatro observações:

  • Seth Rogen e Kirsten Wiig de George e Lucille Bluth jovens é genial.
  • E essa mensagem “non stealer pro TRIAL VERSION” que aparece nas cenas das temporadas antigas? Trial, sério? (vi no iPad)
  • Liza Minelli continua tonta. Isso é ótimo.
  • Finalmente sacanearam o nome George-Michael com o cantor homônimo.

(e se acha que Arrested Development é bobagem, veja House of Cards – outra produção exclusiva da Netflix – até o fim). Por R$ 16,90 ao mês, estou bem feliz de pagar a conta da TV que vejo quando (e onde) quero. [Netflix]

 

Escrito por
Henrique Martin